CONVIDADAS/OS

Profa. Dra. Germana Maria Araújo Sales (Ufpa)

Professora Titular da Faculdade de Letras do Instituto de Letras e Comunicação (ILC) da Universidade Federal do Pará, Germana trabalha especialmente com temáticas referentes à literatura do século XIX e ao ensino de literatura. Suas áreas de interesse acadêmico incluem a Literatura Portuguesa, a História da Literatura e a História do Livro e da Leitura, com destaque para a pesquisa sobre o comércio de livros entre Portugal e Brasil, a prosa de ficção no século XIX e a crítica ao romance oitocentista. Germana foi presidente da Associação Brasileira de Literatura Comparada (Abralic), entre 2014 e 2015, e da Associação Brasileira de Professores de Literatura Portuguesa (Abraplip), de 2018 a 2019. Atualmente, é coordenadora da Área de Linguística e Literatura da Capes. De sua vasta produção, em artigos e livros, destacam-se O romance em debate: pesquisa em fontes primárias (2013), A relação entre periódicos e a história da literatura: a prosa de ficção de autoria portuguesa n’ A Província do Pará (2016), Páginas historiográficas no século XIX (2019) e Escritoras de outrora e de hoje: a representação social do feminino na produção de Guiomar Torresão e Clarice Lispector (2021). Germana é bolsista de produtividade do CNPq.

Profa. Dra. Carmen Lucia Tindo Ribeiro Secco (UFRJ)

Professora Titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Carmen desenvolve sólida pesquisa voltada para as relações entre a cultura e as literaturas africanas de língua portuguesa, com especial interesse pela poesia de Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Cabo Verde, bem como pelas relações entre cinema, literatura, afeto e pintura. É pesquisadora colaboradora da Universidade de Lisboa, membro da Comissão de Honra da Fundação Fernando Leite Couto, em Moçambique, e membro correspondente da Academia Angolana de Letras. De suas inúmeras publicações, destacam-se A magia das letras africanas, com segunda edição, revista, em 2008, Afeto & poesia. Ensaios e entrevistas: Angola e Moçambique, de 2014, e CineGrafias moçambicanas: memórias & crônicas & ensaios, de 2019. Carmen é bolsista de produtividade do CNPq.

Prof. Dr. João Batista Toledo Prado (Unesp-Araraquara)

Professor da Faculdade de Ciências e Letras (FCL) da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), câmpus de Araraquara-SP, João Batista trabalha com tradução de textos clássicos latinos, com o estudo de componentes culturais da Roma antiga que comparecem em textos clássicos, da expressividade e da poética clássica e de antigas teorias da linguagem, dedicando-se também à preparação de material didático para o ensino de Latim. É membro da Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos (Sbec), tendo sido seu vice-presidente, no biênio 2006-2007, e da Associação Portuguesa de Estudos Clássicos (Apec). É um dos membros fundadores do Grupo Giz-en-Scène de Leituras Dramatizadas de Textos Clássicos. Atualmente, dentre outros projetos, dedica-se à tradução e ao estudo de textos técnicos latinos, como os dos gramáticos metricistas. De suas publicações, destacam-se Latim: da fala à língua (1992) e os muitos trabalhos derivados de sua linha de pesquisa inaugurada com Canto e encanto: o charme da poesia latina (1997).

Profa. Dra. Sandra Lúcia Rodrigues da Rocha (UnB)

Professora Associada da Universidade de Brasília, Sandra desenvolve pesquisa sobre oralidade e escrita na Grécia, historiografia, oratória e retórica grega, e retórica e crítica literária na antiguidade grega. É criadora do Grupo de Pesquisas Rhetor – Grupo de Estudos de Retórica e Oratória Antiga, filiado ao Centre for Oratory and Rhetoric (Cor) do Royal Holloway College, da Universidade de Londres. Associada à Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos (Sbec) e à Sociedade Brasileira de Retórica (SBR), coordena os projetos de pesquisa Retórica e Oratória na Grécia Clássica: (i) estudo e tradução de Demóstenes, e A Retórica Antiga em Gregório de Nissa. Participa, como pesquisadora, do projeto A Retórica de Iseu: tradução e estudo. Recentemente, organizou as publicações História, linguagem e imagem na oratória clássica (2020) e Estudos de retórica e oratória antiga (2021), nas quais contribui, respectivamente, com a autoria dos capítulos “Graphike lexis nos discursos da História de Tucídides?” e “ἐνθυμέομαι em Tucídides e o entimema aristotélico”.

Profa. Dra. Adelaine Laguardia Nogueira (UFSJ)

Professora Associada de Literaturas em Inglês da Universidade Federal de São João Del-Rei, Adelaine concentra seus interesses de pesquisa na crítica feminista, nas questões de gênero e sexualidade, nos estudos sobre memória e autobiografia. Atua na Graduação e no Mestrado em Letras: Teoria Literária e Crítica da Cultura da UFSJ, onde foi também Diretora de Assuntos Internacionais, de 2004 a 2012. É tradutora de obras de Stuart Hall para o português, nomeadamente, Da diáspora: identidade e mediações culturais (2003), e Ilustre desconhecido (no prelo). De seus ensaios mais recentemente publicados, destacam-se “‘Mulherr’, o mapa das semelhanças e diferenças em Insubmissas lágrimas de mulheres, de Conceição Evaristo”, e “Rebecca: at the threshold of the postmodern gothic”, ambos de 2019.

Profa. Dra. Fabiana Carneiro da Silva (UFPB)

Professora Adjunta da Universidade Federal da Paraíba, neta de Amanda e de Quitéria, filha de Lourdes e mãe de Imani, Fabiana alinha docência, pesquisa e ações artísticas no campo dos saberes contra-hegemônicos. Desenvolve estudo sobre a produção artística negro-brasileira, sobretudo, literária, dedicando-se à análise de suas poéticas e à formulação de práticas de ensino a partir delas. Coordena o projeto Tessituras Negras: ateliê de leituras literárias e práticas pedagógicas. É integrante do Grupo de Pesquisa Sobre o Corpo Feminino – Literaturas Africanas e Afro-Brasileiras e do Grupo de Pesquisa Aldeia. De suas publicações, destaca-se Ominíbú: maternidade negra em Um defeito de cor, de 2019.

Profa. Dra. Rosana Cristina Zanelatto Santos (UFMS)

Professora Titular da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Rosana concentra o seu trabalho nas áreas de Literatura Portuguesa, Literatura Comparada, Literatura Brasileira e Teoria da Literatura, com especial ênfase em estudos sobre ficção e história, violência e horror. É membro do GT Literatura e Ensino, da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (Anpoll). Foi vice-presidente (2010-2011) e presidente (2012-2013) da Associação Brasileira de Professores de Literatura Portuguesa (Abraplip). De suas publicações, destaca-se Os testemunhos de um horror desgraçadamente humano: um estudo das obras de Joseph Conrad, António Lobo Antunes, Mia Couto e Bernardo Carvalho, de 2012. Rosana é bolsista de produtividade do CNPq.

Profa. Dra. Francine Fernandes Weiss Ricieri

Docente da Universidade Federal de São Paulo, no câmpus de Guarulhos, Francine tem trabalhos sobre as poéticas de Alphonsus de Guimaraens e Cruz e Sousa, simbolismo e decadentismo, relações entre Brasil, Portugal e França em poetas oitocentistas, questões relativas a gêneros literários, hibridismos e interseções entre prosa e poesia, dedicando-se também ao estudo de questões teóricas relacionadas à leitura e ao leitor, ao ensino da leitura e da literatura. É líder institucional do Grupo de Investigações do Poético (GRIPhO), membro do GT Teorias do Texto Poético, da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (Anpoll), e membro do comitê editorial da Revista Texto Poético. De suas publicações, destaca-se Imagens do poético em Alphonsus de Guimaraens, de 2014.

Prof. Dr. Sérgio Alcides Pereira do Amaral (UFMG)

Professor Associado da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais, Sérgio é poeta e pesquisador, com interesse acadêmico pela cultura e arte barrocas, a história cultural e a história social, as poéticas da modernidade, as relações entre literatura, história e memória cultural, a história das ideias e a história ibérica. É autor de Estes penhascos: Cláudio Manuel da Costa e as paisagens das Minas (1573-1773), de 2003, dentre outros muitos ensaios e artigos. Mais recentemente, dedica-se ao estudo das relações entre a poesia e a prosa de Cecília Meireles.

Prof. Dr. Adélcio de Sousa Cruz (UFV)

Professor do Programa de Pós-Graduação em Letras e do Departamento de Letras da Universidade Federal de Viçosa, Adélcio tem trabalhos nas áreas de Literatura Comparada, Literatura Afro-Brasileira, Literatura Brasileira e Literaturas de Língua Inglesa, interessando-se pelas interfaces entre a literatura e as outras artes, especialmente, a música e o teatro, bem como por memória cultural, estudos culturais e questões relativas à identidade étnica e à história. É pesquisador do Núcleo de Estudos Interdisciplinares da Alteridade (Neia) e integrante da Comissão Editorial do Portal literafro. De suas publicações, destaca-se Narrativas contemporâneas da violência: Fernando Bonassi, Paulo Lins e Férrez, publicado em 2012.

Prof. Dr. Edimilson de Almeida Pereira (UFJF)

Professor Titular da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Juiz de Fora, poeta e ensaísta, Edimilson orienta a sua investigação acadêmica pelo interesse em cultura popular, cultura e literatura afro-brasileira e literatura oral, com ênfase em estudos sobre identidade, tradição e modernidade, literatura juvenil e infanto-juvenil. De suas publicações, além da expressiva produção poética, destaca-se Os tambores estão frios: herança cultural e sincretismo religioso no ritual de Candombe, de 2005.

Profa. Dra. Terezinha Taborda Moreira (Puc Minas)

Professora Adjunta da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Terezinha concentra suas pesquisas nas áreas de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, Literatura Brasileira e Literatura Comparada, com ênfase em estudos sobre identidade e alteridade, escrita e oralidade, adotando perspectiva pós-colonial. É editora da área de Literatura da Revista Scripta e dos Cadernos Cespuc de Pesquisa, do Centro de Estudos Luso-Afro-Brasileiros da Puc Minas, onde coordena o Grupo de Pesquisa África e Brasil: repertórios literários e culturais. É autora de O vão da voz: a metamorfose do narrador na ficção moçambicana, de 2005.

©2021 Colóquio Nacional Literatura, Memória e Cultura.

Website desenvolvido por Agência Kitsune.